Skip to content

Notícias do JEB´s

Guia do Atletismo no JEB’s – Parte I

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Tudo que você precisa saber sobre o Atletismo no JEB’s 2021

O Atletismo é, sem dúvidas, uma das modalidades que mais vai movimentar a edição de 2021 dos Jogos Escolares Brasileiros. Serão quase 800 estudantes-atletas de 12 a 14 anos, em 16 provas divididas na prática tradicional e na adaptada, para jovens com deficiência. A modalidade vai contar com a estrutura de primeiro nível do CEFAN, localizado na Norte do Rio de Janeiro, pertencente à Marinha do Brasil. As disputas começam no dia 29 de outubro.

Trata-se da modalidade com mais provas nessa edição do JEB’s e a gente preparou um superguia para você estar totalmente informado quando nossos estudantes-atletas se posicionarem às suas marcas.

Quem disputa o Atletismo no JEB’s

Os Jogos Escolares Brasileiros serão disputados pelas escolas campeãs das suas seletivas estaduais, ou indicadas pelos respectivos estados, no caso de restrições devidas à pandemia de Covid-19. No caso do Atletismo, cada delegação será composta por 17 estudantes-atletas do naipe feminino e 17 do masculino, além de dois professores/técnicos para cada. Equidade de gênero é um dos pilares do retorno do JEB’s.

No Atletismo Adaptado, cada delegação será composta por seis atletas com deficiência intelectual, sendo três do naipe feminino e três do naipe masculino, com cinco professores/técnicos.

Embaixadores medalhistas olímpicos apoiam o Atletismo do JEB’s

Os Jogos Escolares Brasileiros têm como objetivos promover a integração social, o exercício da cidadania e estimular a descoberta de novos talentos no esporte. Inspiração para os jovens não vai faltar: já são 30 embaixadores oficiais do JEB’s, entre atletas e ex-atletas inclusive medalhistas olímpicos.

Vamos ver quem são os ícones do atletismo?

  • Joaquim Cruz – Joaquim é, sem dúvidas, uma das maiores inspirações do atletismo brasileiro e mundial. Mesmo após descobrir uma diferença de tamanho nas pernas (a direita é dois centímetros mais curta que a esquerda), o ex-atleta disputou três Olimpíadas, com um ouro nos 800m em Los Angeles 1984 e uma prata na mesma prova em Seul 1988
  • André Domingos – Em quatro participações nas Olimpíadas, André se tornou um dos principais velocistas do país, alcançando um bronze no revezamento 4×100 em 1996, em Atlanta, e uma prata em Sydney 2000
  • Maurren Maggi – Foi nada mais nada menos que a primeira mulher brasileira a ter conquistado uma medalha de ouro olímpica em provas individuais. Com três olimpíadas no currículo, Maurren ganhou o ouro no salto em distância em Pequim 2008

Competições do Atletismo

Vamos falar agora da modalidade em si.

O Atletismo é a modalidade com mais competições do JEB’s. Ele foi dividido em 16 competições, sendo 13 individuais e três coletivas.

São elas:

  1. Arremesso de Peso – 3Kg (Feminino) e Arremesso de peso – 4Kg (Masculino);
  2. Lançamento de dardo – 500g (Feminino) e Lançamento de dardo – 600g  (Masculino);
  3. Lançamento de disco – 750g (Feminino) e Lançamento de disco – 1kg (Masculino);
  4. Lançamento de martelo – 3kg (Feminino) e Lançamento de martelo – 4kg (Masculino);
  5. Salto em altura;
  6. Salto em distância;
  7. Salto com vara;
  8. 80m rasos;
  9. 150m rasos;
  10. 800m rasos;
  11. 2.000 m rasos;
  12. 3.000m Marcha atlética (Feminino) e 5.000m Marcha atlética (Masculino);
  13. 80m com Barreiras (Feminino) e 100m com Barreiras (Masculino);
  14. Revezamento 5 x 80
  15. Revezamento 5 x 80 integrado – 2 estudantes-atletas convencionais (ordem 2 e 4) 3 estudantes-atletas adaptados (ordem 1,3 e 5);
  16. Pentatlon – 80m com barreiras, salto em altura, arremesso de peso, salto em distância e 600m rasos (Feminino) e Hexatlon – 100m com barreiras, salto em distância, arremesso de peso, salto em altura, lançamento de dardo e 800m rasos (Masculino).

Um cardápio recheado para quem ama o esporte poder vibrar, torcer e empurrar estes jovens atletas rumo à vitória. É possível conhecermos uma nova Maurren Maggi no salto em distância, ou um André Domingos no revezamento. Talvez até mesmo um Joaquim Cruz nos 800m.

Como será a disputa do Atletismo

A modalidade do Atletismo será dividida em oito etapas, que vão desde as séries eliminatórias até as finais, nos períodos da manhã e tarde. Entre os dias 30 de outubro e 02 de novembro, muitas histórias incríveis irão acontecer e centenas de talentos aparecerão.

Nas competições de pista que não houverem participantes suficientes para as fases eliminatórias, as provas começarão diretamente na fase de semifinal, no mesmo horário em que aconteceriam as fases eliminatórias.

No caso de faltarem estudantes-atletas para as fases eliminatórias das provas de campo, as mesmas serão disputadas diretamente como finais, nos horários determinados pelo programa de provas.

Já as provas de 80m rasos, 80m e 100m com barreiras terão as finais no mesmo dia das semifinais. As provas de 150m serão disputadas como semifinais por tempo, nas quais se classificarão os oito melhores estudantes-atletas para as finais, que ocorrerão em dias diferentes.

Nas provas por equipes, vencerá o time que tiver somado o maior número de pontos obtidos de acordo com a classificação das provas disputadas pelos estudantes-atletas, com o seguinte critério:

  • 1º Lugar 13 pontos
  • 2° Lugar 9 pontos
  • 3º Lugar 7 pontos
  • 4º Lugar 5 pontos
  • 5º Lugar 4 pontos
  • 6º Lugar 3 pontos
  • 7º Lugar 2 pontos
  • 8º Lugar 1 ponto

No caso de empate, os seguintes critérios definem os vencedores:

  1. Maior número de primeiros lugares;
  2. Maior número de segundos lugares;
  3. Maior número de terceiros lugares;
  4. Maior número de quartos lugares e assim por diante;
  5. Maior número de estudantes-atletas participantes na modalidade e naipe;
  6. Sorteio.

Nas provas de revezamento, o critério para definição das raias será o sorteio.

Para mais informações sobre o Atletismo, clique aqui.

Como será a disputa do Atletismo adaptado

No caso do Atletismo adaptado, as provas de pista utilizarão os tempos obtidos pelos estudantes-atletas nas etapas estaduais para a programação das fases eliminatórias. Os oito melhores tempos de cada prova eliminatória avançarão para a final da competição.

Na final da prova de 80m, as raias 3, 4, 5 e 6 serão sorteadas entre os quatro melhores tempos. O quinto e o sexto melhor tempo serão sorteados para as raias 7 e 8, enquanto os atletas com o menor tempo classificatório serão sorteados nas raias 1 e 2.

Para mais informações sobre o regulamento do Atletismo Adaptado, clique aqui.


plugins premium WordPress