Skip to content

Notícias do JEB´s

Ginástica Artística e Ginástica Rítmica no JEB’s 2021

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
As duas modalidades iniciam no dia 28 de outubro, um dia antes da abertura oficial dos jogos, com mais de 150 participantes

A Ginástica Artística e a Ginástica Rítmica estão presentes nos Jogos Escolares Brasileiros de 2021, no Rio de Janeiro, e prometem animar o evento, que retoma sua realização após 17 anos.

Embora a programação oficial do JEB´s aconteça entre 29 de outubro e 5 de novembro, o time de estudantes-atletas da ginástica artística e ginástica rítmica já está nos preparativos para iniciar a competição a partir de 28 de outubro, um dia antes da abertura oficial dos Jogos. 

As duas modalidades serão disputadas no Parque Olímpico. Enquanto a Jeunesse Arena será o palco da competição feminina e masculina de ginástica artística, a Arena Carioca l recebe as estudantes-atletas da ginástica rítmica, modalidade que tem apenas a participação feminina.

Com mais de 6 mil competidores na disputa de 17 modalidades divididas em torneios individuais e coletivos, o JEB’s é destinado apenas para jovens de 12 a 14 anos. Apesar disso, a participação feminina nas modalidades de ginástica artística e ginástica rítmica será realizada, exclusivamente, para atletas entre 11 e 12 anos. 

Embaixadores são incentivos para os estudantes-atletas da modalidade

Grandes nomes da ginástica fazem parte do seleto time de embaixadores dos Jogos Escolares Brasileiros 2021: Arthur Zanetti, Daiane dos Santos, Rebeca Andrade e Flávia Saraiva irão inspirar os estudantes-atletas que disputarão este megaevento.

Referências na modalidade, eles servirão de espelho para os competidores no maior torneio escolar do Brasil.

Disputa da Ginástica Artística no JEB´s 2021

No primeiro dia da ginástica artística no JEB’s (28 de outubro), ocorrem as disputas individual geral, por equipes e classificatória final por aparelhos. No dia seguinte (29), serão disputadas as finais por aparelhos.

Uma das provas mais aguardadas da modalidade feminina é o solo, que levou a embaixadora Rebeca Andrade a quebrar recordes e a conquistar a 1° medalha do Brasil na ginástica artística individual feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

As disputas do salto sobre a mesa (que também tem Rebeca como campeã nas Olimpíadas de Tóquio 2020), as paralelas assimétricas e a trave de equilíbrio são outros destaques da modalidade no JEB’s 2021 e contam ainda com o apoio da campeã mundial na ginástica artística Daiane dos Santos e a finalista da trave nas Olimpíadas de Tóquio 2020, Flávia Saraiva.

Para inspirar os estudantes-atletas que disputam o solo, o cavalo com alças, as argolas, o salto, a paralela e a barra fixa na ginástica artística masculina, o JEB’s conta com o incentivo do embaixador Arthur Zanetti, campeão olímpico na ginástica artística masculina em Londres 2012.

Disputa da Ginástica Rítmica no JEB´s 2021

A ginástica rítmica, modalidade que tem apenas a participação feminina, será disputada em duas fases: competição por equipe e competição final por aparelho, com os arcos e as maças nas provas de categorias individuais.

No dia 30 de outubro, as atletas irão realizar uma apresentação de gala com coreografias livres, para encerrar com chave de ouro a sua participação nos Jogos Escolares Brasileiros.